quarta-feira, setembro 21, 2016

Dorgas

Joana Darc carregava todos os sintomas para tratamento com Prozac; 
Nietzsche era forte candidato ao lítio;
Napoleão e Aníbal não passariam da primeira consulta sem levarem pra casa uma caixa de Lexotan cada um;
Alexandre, O Grande não teria nunca alta da terapia.
Ou seja:
A medicina em geral e a indústria farmacêutica em particular além de cuspirem na cabeça de Darwin, comprometem os rumos da Cultura ocidental.


2 comentários:

Isa disse...

tenho tanta pena que não escrevas mais, Suzi, sério, adoro a tua lucidez e sinto falta dela. bjs

Suzi disse...

Obrigada, Isa.
Eu tento voltar mas ainda nao consigo.
beijos, saudades!