segunda-feira, setembro 28, 2015

Onde?

Há o começo, o fim e aquele lugar.
Lugar para onde mandamos o que vamos resolver um dia, o que vamos fazer quando tivermos tempo, quem vamos encontrar quando o riso for de novo possível.
É lá também o lugar onde colocamos, com imenso cuidado ou no total desajeito, as pessoas que amamos mas que não temos a menor condição de manter.
Amor demanda cuidado, dedicação, tempo, disponibilidade e troca. Ou seja, um luxo para bem poucos de nós.
As pessoas não ficarão à nossa espera, é fato.
Tampouco existem garantias de que um dia chegaremos a esse lugar.
Mas gostamos de pensar que ele existe, nem que seja em forma de janela por onde enxergamos as pessoas amadas exercendo a vida de forma plena.
E ficar feliz com isso também é uma boa forma de viver.

quinta-feira, setembro 17, 2015

Levantar da cama já é uma vitória quando acordar não fazia parte das suas previsões otimistas.