segunda-feira, outubro 11, 2010

Queimando as pestanas

 "Quando as pessoas aceitam a futilidade e o absurdo como normal, a cultura está decadente. O termo não é uma crítica; é um rótulo técnico. Uma cultura decadente oferece oportunidades principalmente para o satirista, e o final do século XV teve muitos, um deles de primeira grandeza: Erasmo."

Como não amar uma leitura dessas?

Da Alvorada à Decadência - A História da Cultura Ocidental de 1500 aos nossos dias
Jacques Barzun
Ed. Campus

Um comentário:

Dalva Maria Ferreira disse...

Ó: duas vidas seriam pouco para ler tudo o que se deveria ler. Vou indo, vou indo...