sábado, março 20, 2010

Tribo

Todos nós usamos drogas.
Alguns de nós optam pelas químicas e ilegais. Esses são os excessivos, os contestadores, muitos deles completamente sem causa, a maioria deles na tenra idade. Vivendo naquele tempo da idade de menos e da iniciativa demais.
O resto de nós usa os etílicos de forma geral e o vinho em especial, o café, o chocolate, a religião, a jardinagem,    o arroz em cima do feijão, o tapete combinando com a cortina e o ritual do banho e cremes.
O que nos une para sempre como tribo é a busca de amparo e conforto quando nada mais faz sentido. E passamos o dia matando o leão de hoje e acorrentando no pé da mesa o leão do dia seguinte, suspirando pela chegada do ritual sublime que abstrairá tudo à nossa volta e nos devolverá a sensação de que nada nos atinge, que somos plenos e capazes e que naquele pequeno mundo não causamos estranhezas.
É claro que consigo entender a diferença dos efeitos causados pelo chocolate e a cocaína. E não tenho a menor intenção de minimizar sofrimento alheio.
Mas ao levantar a taça do mais rubro dos vinhos, o pensamento que me vêm à cabeça é: eu entendo.

5 comentários:

flordelis disse...

eu também. e não julgo.

Anônimo disse...

bem, tem pessoas que sao viciadas em sexo , mas as vezes trocam um vicio pelo outro

Dalva M. Ferreira disse...

Morri de inveja: que texto primoroso, que imagens superperfeitas, que tudo.

fal disse...

AMEM SUZI!!!

Anônimo disse...

concordo com as meninas, brilhante.
madoka