segunda-feira, abril 27, 2009

Informação Líquida *

Bibliotecas e livrarias me provocam uma sensação conflitante. Amo tudo: as cores, os cheiros, as formas, mexo no que posso, folheio, aliso e levo o que me é possível sempre que possível.
Mas sempre me angustio em saber que jamais lerei tudo. Por outro lado me agrada e conforta o fato do "tudo" estar por ali. Ao alcance das mãos e às vezes do bolso.

Leio agora que o New York Times está num impasse: ou fecha ou vende. Que não tem mais como gastar milhões de dólares por ano para enviar seus repórteres ao redor do mundo, manter uma estrutura profissional capaz de arcar com os custos de produção de uma boa informação. Culpados à vista: a crise econômica mundial que afasta o assinante/anunciante e os novos hábitos de internet.

Buscamos cada vez mais a informação de consulta: rápida, meramente ilustrativa e, na maioria das vezes, através de um site na internet. A produção amadora da informação é fantástica, a rede de blogs está aí pra demonstrar isso, e pode ser feita - e em grande parte é - com fundamento, responsabilidade e competência. Mas o plano inicial, acredito, não era a substituição dos canais formais de informação. Especialmente canais como o New York Times de qualidade irretocável.

Temos cada vez menor critério e maior urgência. A internet nos abriu portas e janelas para o mundo e não temos paciência de pesquisar e conhecer esse mundo que passa. Queremos tudo e agora.

O acesso a sites de busca é nosso primeiro mecanismo de informação. Mas para que a busca seja satisfatória é necessário que continue a existir a produção da informação por um jornalismo profissional de busca, seleção e difusão competente. Exatamente aquilo que não é possível mais.

Estamos caminhando a passos largos em direção à superficialidade. Nos relacionamentos, no comportamento social, no entretenimento e na informação. Minha angústia perante os muitos livros que jamais serei capaz de ler se soma agora a uma angústia pior. Cada vez que clico numa busca rápida, seleciono o canal da informação que mais confio. E este canal geralmente é produzido de maneira formal, como o New York Times. Me angustia agora saber que este meu clic não é inocente e, pior, está matando a fonte do qual se alimenta.

* Parodiando Zigmunt Bauman

domingo, abril 26, 2009

To dizendo...

Faldocéu!
O Bispo Macedo tá cobrando colaboração no blog (dele) pra manter a bagaça no ar.
Diz que aquilo custa mais de cem mil reau por mês.
Cê tá bobeando nega véia. Pede pra Fabinho botar um sistema de impressão de boleto a cada comentário do LV. Garante a vódeca nossa de cada dia.

Correio

Isa, é verdade. Essa conexão só funciona se você está sozinha em casa.

Ana, é o banheiro de cima mas não o do quarto que vc dormiu. é o que fica do lado do quarto da Xu. Infiltração braba, de ter que trocar o encanamento todo. Uma belezinha. Inclusive essa banheira que você vê na foto, que vamos trocar também, está no jardim. Os fedazunhas dos pedreiros não levaram embora junto com os entulhos e estou recebendo os clientes para o Bazar com uma banheira no gramado. Fofo, não?

sábado, abril 25, 2009

Certezas

- Existe uma insondável conexão entre o shampoo e as campainhas da porta e do celular.

- Minha mala nunca é a primeira na esteira do aeroporto

Escombros


Não é um bombardeio. É apenas a reforma de um banheiro.

Minhas rosas


Elas sabiam que teria Bazar em casa e quiseram participar.

terça-feira, abril 21, 2009

Pause

Muitas coisas acontecendo, muita coisa para pensar e algo para escrever.
Mas até dia 26 a prioridade é o Bazar que depende de mim pra acontecer.
Beijos!

sábado, abril 18, 2009

Convite Bazar Dia das Mães Ateliê!

Pra quem é de Curitiba:
Dia 24 sexta feira a partir das 18 horas
Dia 25 sábado das 10 às 20 horas
Dia 26 das 14 às 19 horas

Será um prazer recebê-los!

Rua José de Alencar 1947
Juvevê
Curitiba – Pr

Pra quem não é de Curitiba já foi dada a largada!
Basta ir até e escolher!

quarta-feira, abril 15, 2009

Correio

Luci, Alline, Mani. O joguinho é danado. Experimentem.
Maloca, vou ligar pra ti e pra Silvia. Me considero autorizada.
Fal nem vem que quem matou foi Maliu.

domingo, abril 05, 2009

Manhã de domingo

- Tenho almoço na casa do tio hoje, já são 11.35 preciso acordar o Tiago e a Marília e não tenho coragem. Quando falo "não tenho coragem de acordar as crianças" o povo ri. Bando de faristeus!
...
Dormimos tardérrimo por conta de um joguinho fedazunha que o Tiago trouxe. Descobrir os filmes pela trilha. Coisa do demo. Secamos uma garrafa de vinho, gritamos e pulamos um monte.
...
A parte que liguei pra Lucia em Umuarama e botei a musica no fone, cantarolei e fiz o diabo pra ela me ajudar a matar um filme e a mesma coisa com a Fal, Maliu e a Isa, é lenda. Não acreditem.
...
Boto aqui o link pois inferno sozinho é solitária e eu preciso ter muito mais pra quem ligar. E me liguem pra perguntar que eu adorei essa bagaça.

http://www2.uol.com.br/flashpops/jogos/flashpops.shtml
http://www2.uol.com.br/flashpops/jogos/flashpops2.shtml
http://www2.uol.com.br/flashpops/jogos/flashpops3.shtml