terça-feira, janeiro 20, 2009

Posse

Por isso vamos marcar este dia com lembranças, de quem somos e do longo caminho que percorremos. No ano do nascimento da América, no mês mais frio, um pequeno bando de patriotas se amontoava junto a débeis fogueiras nas margens de um rio gelado. A capital fora abandonada. O inimigo avançava. A neve estava manchada de sangue. No momento em que o resultado de nossa revolução era mais duvidoso, o pai de nossa nação ordenou que estas palavras fossem lidas para o povo:"Que seja dito ao mundo futuro ... que na profundidade do inverno, quando nada exceto esperança e virtude poderiam sobreviver ... que a cidade e o país, alarmados diante de um perigo comum, avançaram para enfrentá-lo".

A América, diante de nossos perigos comuns, neste inverno de nossa dificuldade, vamos nos lembrar dessas palavras atemporais. Com esperança e virtude, vamos enfrentar mais uma vez as correntes geladas, e suportar o que vier. Que seja dito pelos filhos de nossos filhos que quando fomos testados nos recusamos a deixar esta jornada terminar, não viramos as costas nem vacilamos; e com os olhos fixos no horizonte e com a graça de Deus sobre nós, levamos adiante o grande dom da liberdade e o entregamos em segurança às futuras gerações.

Discurso da Posse do Obama.

O homem é belo, é forte, tem apoio popular e significa muito para muitos.
Dá medo.

Obama meu filho, me faz voltar a acreditar, por favor.
Acompanharei de perto seu trabalho.

Por ora, adorei o figurino da sua mulher. Estilista cubana naturalizada americana né?
Diz muito.

Um comentário:

Ana Paula disse...

Somos duas, nega. A admirar o gajo e acompanhar seu trabalho e, por que não? torcer por ele. Afinal, os nossos rabinhos também estão na reta...