quarta-feira, janeiro 28, 2009

Me recuso

Tem um negócio me incomodando: amostragem.
O pensamento quase unânime de que somos automáticos representantes de uma classe pelo simples fato de pertercermos a um gênero, por exemplo.
Pessoas dizem que gostariam que Hillary Clinton tivesse ganhado a Casa Branca somente para constatar como seria o poder exercido por mulher.
Ora, nenhuma mulher tem capaciddade de representar o gênero feminino no poder ou em qualquer outra situação. Diferentes pessoas lidam com situações de diferentes formas sem que isso tenha nada a ver com seu sexo.
Assim como Obama, por exemplo, não representa os negros no poder. É uma pessoa que sempre teve e terá atitudes condizentes com sua forma de agir e pensar, moldadas ao longo da vida por situações e meios que moldaram tantos outros, negros ou não. Reduzi-lo a um representante de uma raça é um pensamento simplista demais. Rotulante demais.
Aliás, a maioria das mulheres no poder que conheço, seja este poder político ou econômico, não possui nenhumazinha característica que possa me representar nem em reunião de condomínio. O que elas fazem ou deixam de fazer não me vincula de nenhuma maneira.
Esqueça gênero, raça e credo.
Vamos ater os critérios às exigências dos respectivos cargos, por favor.

sábado, janeiro 24, 2009

Correio

Mani, em março é nóis na fita e vou te agarrar bem muito.
....
Ana Paula, ah as certezas, cada vez as tenho de menos...
....
Os colares se foram, não tenho nem como fotografar. Mas vou fazer outros.

Comichão

Fiz uma coleção de colares Escolas de Samba e outra Cultura Pop para as vitrines de um cliente.
Ficaram bárbaros e não posso publicar no Ateliê pois são exclusivos.
Tô me coçando.
Acho que vou negociar alguns.

Turminha

Hugo, Juliana, Gustavo, Carol e Tiago.
Junho de 1991
Esta foto não é muito fofa?

terça-feira, janeiro 20, 2009

Enquanto isso, na Sala de Justiça...

O canalha do Bush deve estar tomando um uisquinho e vendo as ultimas notícias no conflito na faixa de Gaza e pensando:
- Agora essa pica é tua, Obama!

Sem contar que foi ele mesmo (Bush) quem ajudou a botar a dita.
Pano rápido.

Posse

Por isso vamos marcar este dia com lembranças, de quem somos e do longo caminho que percorremos. No ano do nascimento da América, no mês mais frio, um pequeno bando de patriotas se amontoava junto a débeis fogueiras nas margens de um rio gelado. A capital fora abandonada. O inimigo avançava. A neve estava manchada de sangue. No momento em que o resultado de nossa revolução era mais duvidoso, o pai de nossa nação ordenou que estas palavras fossem lidas para o povo:"Que seja dito ao mundo futuro ... que na profundidade do inverno, quando nada exceto esperança e virtude poderiam sobreviver ... que a cidade e o país, alarmados diante de um perigo comum, avançaram para enfrentá-lo".

A América, diante de nossos perigos comuns, neste inverno de nossa dificuldade, vamos nos lembrar dessas palavras atemporais. Com esperança e virtude, vamos enfrentar mais uma vez as correntes geladas, e suportar o que vier. Que seja dito pelos filhos de nossos filhos que quando fomos testados nos recusamos a deixar esta jornada terminar, não viramos as costas nem vacilamos; e com os olhos fixos no horizonte e com a graça de Deus sobre nós, levamos adiante o grande dom da liberdade e o entregamos em segurança às futuras gerações.

Discurso da Posse do Obama.

O homem é belo, é forte, tem apoio popular e significa muito para muitos.
Dá medo.

Obama meu filho, me faz voltar a acreditar, por favor.
Acompanharei de perto seu trabalho.

Por ora, adorei o figurino da sua mulher. Estilista cubana naturalizada americana né?
Diz muito.

sábado, janeiro 17, 2009

Garantindo o uisquinho das creonças

Vai dar uma espiadinha, vai?

segunda-feira, janeiro 12, 2009

Pontuando

Na última coletiva, a anta do Bush defende tortura.
Já vai tarde.
.....
Em breve aqui a Teoria Internacional da influência do Pinto Pequeno na Política Sócio Econômica Mundial.

Correio

Fal, eu adoro esse azulejo.
E fica de boas vindas à Isa.

sexta-feira, janeiro 09, 2009

Sampa











quinta-feira, janeiro 08, 2009

Correio

Ana Paula, Maguelo é o Tiago.
Pode contar com um jantarzinho da proxima vez.
Ainda nao consegui fazer um né?
........
Adorável Anônimo: sem palavras.
beijo