sexta-feira, junho 06, 2008

Ahhhh...aquele suco fresquinho....


Cobiço demais o cargo de Papa.

Imagine governar em regime vitalício, um país riquíssimo e minúsculo, sem oposição ostensiva (por debaixo dos pano deve haver, né?), na Itália, numa sede de governo projetada por Michelângelo, com acervo de arte de fazer o Louvre babar, biblioteca invejada no mundo inteiro, e sem problemas de saneamento básico, favelas, inflação, saliência de senadores e dólares na cueca. Aquilo tudo se toca sozinho e o Papa só trata de assuntos de grandeza maior, como fechar o limbo e inventar pecados novos.

Mas o que me tange a alma, toca fundo no peito e me encolhe a unha do pé de tanta cobiça é imaginar a mesa de café da manhã do Papa. Já imaginou?

3 comentários:

Dalva Maria Ferreira disse...

Habemus panis cum mantecam, cafeinatum cum late, sucum fructae citricae et ovus frictus cum bacon. Bonus alimentus est, non, pulchra puella?

Anônimo disse...

Oi, Suzi, descobri você no blog da Fal e sempre leio o seu blog.
E o sapato vermelho Prada do Papa?
Ele aboliu o limbo, mas não disse o que fez com o povo, quer dizer, as almas que estavam lá. Será que ele deletou? Não sei se o computador dele tem ligação com o além.
bjs.
Tereza.

Tônio disse...

hahaha, e o sexo? Só pela falta de liberdade que esse homem deve ter, eu desisto do papado.