quarta-feira, janeiro 16, 2008

Devolvendo o jacaré da garganta

Estava lendo na Zel sobre a decisão (dela) de não mais comer carne. Na verdade ainda nao era uma decisão, e sim uma pesquisa que ela fazia sobre o assunto para baseado nisso tomar uma decisão.
Pois bem. Me fez pensar.
Sabe o que mais me incomoda nos vegans e vegetarianos em sua grande maioria? A soberba.
Olha o diálogo insano que tive com um dia desses:
Eu: Gosto de carne bem passada.
Ele: Já é um passo pra evolução.
.....
??????
Evolução?? Você se julga "mais evoluído" que eu pelo fato de não comer carne?
E é essa evolução toda que te credencia a criticar, sem prévia consulta, hábitos alheios de vidas alheias baseado na sua alta sapiência adquirida em livros de auto-ajuda e correntes de emails, em sua imensa maioria adquiridos em forma de PPS com musiquinhas zen ao fundo?
Só tem uma palavra na língua portuguesa que resuma a situação: PUTAQUEOPARIU!!!!

PS: Conheço também um monte de vegetarianos gente boa que nao incomodam ninguém com sua opçao. Mas é um outro tipo de gente. Que nao incomoda com opçao alguma. Mas que no quadro geral mundial são minoria. O resto precisa de pregação e tribuna.

3 comentários:

Ana Paula disse...

Vc acredita que eu passei uma época da vida vegetariana também? Eu acho bem bacana, e até gostaria de conseguir não comer carne de bichinhos. Sinto uma certa culpa por isso, vai entender.
Mas estar casada com um gaúcho com genes de tigre não torna as coisas nem um pouco fáceis. e vamos combinar: churrasco é um troço bom pra cacete!
Ah, quanto à evolução: vc precisa evoluir mais e se tornar uma pessoa mais serena com as pições alheias, huahuahuahuahua!

Dalva Ferreira disse...

Eu não como (mais) carne, eu não bebo (mais) álcool, eu não fumo(mais). Mas isso não me dá direito a nada!!! Eta povo viu.

Anônimo disse...

Popularmente o dissimulado é uma pessoa, que propositalmente procura encobrir os seus sentimentos, ou até atitudes, pois tem algum interesse em se manter assim, visando obter alguma vantagem da situação. Certamente todos nós, temos encontrado e convivido com diversas pessoas assim, que possuem uma falha tão forte de caráter, que julgam os caracteres das outras pessoas, pelas deformidades do seu pensar, e não é raro, estas pessoas se tornam mesquinhas, egoístas, exclusivistas..
Mas não é só para obter vantagem, mas também por causa do medo que o outro o perceba, e descubra que no seu interior,ferve sentimentos desajustados, inconseqüentes, e para muitos, incontroláveis.Quando dissimulamos, não enfrentamos nossa verdade e fugimos de nossa realidade.Aquela realidade de conteúdos nossos ou dos outros, que não queremos enxergar.
Por que será que um ser humano se torna assim? ASS:Luiz Xavier.