quarta-feira, dezembro 31, 2008

Papai Noel

Com a dedicatórias mais linda do universo:
"Mãe
Esse livro vai para a pessoa que me ensinou a apreciar as coisas boas da vida.
Feliz Natal
Maguelo"

repleto de filmes maravilhosos e suas receitas
Ah, essas crias...

terça-feira, dezembro 30, 2008

Manual de Sobrevivência em Família

1 - Finja-se de surda. Se o artifício não basta para preservar sua paz de espírito preserva pelo menos os dentes da frente do seu irmão.
2 - Ao se deparar com a última da sua mãe controle o desespero. Darwin, minha cara: não importa de onde viemos, o que vale é para onde fugimos. Algo assim.
3 -Separe o seu grupo familiar em categorias e decida qual delas pode frequentar sua casa. Ou não. Caso coincida duas pessoas de categorias diferentes no mesmo núcleo (casados, por ex.) lime. Não vale a pena aguentar mala por conta de um cônjuge simpático.
4 - Eleja uma resposta padrão a comentários desagradáveis e/ou inoportunos, qualquer que seja, e aplique sempre com a mesma entonação. Fama de maluca você já tem minha cara, só o que vai acontecer é o cara ficar apatetado por alguns segundos. Já é um ganho. Sugestão de frase: "Há um lugar diferente lá depois da saideira." Tenho outra na algibeira: "Cidinha Calça Frouxa: Chupa-se, mete-se e dá-se o cu" mas devo dizer que só uso em casos extremos.

Por enquanto só passou o Natal né? Guenta aí que depois do Ano Novo a coisa se expande.

Correio

Elaine, fico a semana toda em Sampa e aí marcamos alguma coisa.

domingo, dezembro 28, 2008

Notas de um final de ano

Não consegui mandar email de final de ano. Nem presentes. Trabalhei até dia 24 e até os presentes dos meus filhos ficaram pra janeiro.
...
Fiz a Ceia e o almoço do dia 25. E gostei disso.
...
Adorei receber o CD da Raquel e Jujuba. Ouvi hoje e amei!
...
Juliane me mandou lá de Pernambuco uma caixinha muito mimosa com uma gargantilha e um brinco muito fofos!
...
Ainda tenho muitas tarefas a colocar em dia, mas pretendo botar a conversa em dia na proxima semana.

Cada um faz a sua...


Seu Castelani fazendo a parte dele.

domingo, dezembro 21, 2008

Memórias da feira



Eu e a Marília abraçadas com o Aníbal.
O Aníbal é a estrutura de metal do stand desmontada, enrolada em plástico bolha e em uma capa de camurça azul. Isso tudo amarrado num carrinho era transportado no banco da frente do taxi, que nem um passageiro. Fellini morreu sem imaginar a cena.
Essas são as duas únicas fotos que ficaram na minha câmera. Estão todas na câmera da Marília que está de férias no Rio Grande do Sul. Quando ela me enviar eu publico.

Coruja, eu!??

Hugo e Mô

O Hugo só finge que a Mô incomoda ele...

Aprovou o café da tia, né Mô?



Coisalindadamomy...


Alimentando as creonças...

As fotos são do mês passado. Esse café foi no dia da prova da primeira fase da UFPR.
...
A Xu passou. Design. E já fez a prova específica da segunda fase. Mandou muito bem. Vamos esperar o resultado que só sai em janeiro.
...
A Xu passou também na primeira fase da Fuvest. Design.
...
Detalhe: o resultado da segunda fase da UFPR sai quando ela estiver em Sampa fazendo as provas da segunda fase da FUVEST. Ou seja, se passar, vai perder o trote. Tenho que arregimentar forças em Sampa pra fazer um trote especial pra ela.
...
Agora, deu bug na FUVEST. Só isso explica. O Hugo está na segunda fase para a ESALQ.
Tratei de imprimir a lista antes que os caras se deem conta.

terça-feira, dezembro 16, 2008

Obrigada pela visita!

A-do-rei!
Trabalhei feito um cavalo mas valeu cada minuto!

Nenéia e Sofofa sentaram no tapetinho comigo e desenrolaram fitas;
A Fal me deu o mais delícia dos abraços duas vezes, fez e desfez sua listinha;
A Elaine nos visitou 3 vezes, 2 com Giovana, levou tudo e ainda me ofereceu pizza e vinho na sua deliciosa casa;
Naty prestigiou a tendinha com sua barriguinha linda;
Ferdi matou a pau no presente na Inara no café e me fez a visita mais cheirosa do domingo;
Maloca subiu o índice meigo-fofo da tendinha à estratosfera;
Rô nos matou de inveja com sua sacola de blusas altamente putíferas recém compradas;
A doce Jujuba, a bordo de uma sapatilha de onça, fez a manhã de sábado mais feliz;
Bel e o cabelo mais lindo do mundo me deixaram mais feliz com sua visita e seu sempre delicioso papo;
Os lindos olhos da Ivani roubaram a cena.

Meninas, que dizer? Amo vocês!

Em breve fotinhas.

quarta-feira, novembro 26, 2008

Vamos lá?

Se você ainda não decidiu todos os presentes de Natal, vai lá dar uma espiadinha.

segunda-feira, novembro 24, 2008

Notícias da Feira


Então que está sendo assim: uma estiva. Mas uma delícia também.
Obrigada a todas que já foram, adorei cada visita no meu stand, se gostaram recomendem às amigas e se não gostaram recomendem às inimigas, mas sobretudo recomendem.
...
O meu espaço na Benedito Calixto é maior que no do Center 3 mas eu faço caber tudinho. Não se reocupem que o que tem na Benedito tem no Center 3.
...
Não está dando tempo de atualizar nada nos blogs, perdoem. Pra terem uma idéia cheguei hoje de Sao Paulo as 6.30 da manha, trabalhei direto, tenho até quarta pra produzir tudo o que vou levar (reposição) , viajo quarta a noite e volto na sexta 7 da manha (trabalho) e retorno pra Sampa de onibus as 3 da tarde de sexta pra feira, sentiram?
...
Gente, eu nasci pra ter tendinha. Amo atender, mostrar e conversar com quem não conheço ainda. To a - man-do tudo. Quando gritam de tanto que adoram eu quase morro.
...
Quase chorei quando uma mocinha trocou o dinheiro do lanchinho dela por um colar meu. Ela perguntou o preço, fez continha no dedo e decidiu: ah, eu como em casa! Eu queria morrer. Queria dar o colar pra ela, perguntei se ela morava longe, se queria tomar um café comigo e ela não quis. Sorriu, agradeceu e saiu com o colar que comprou. Uma fofa.
Eu tenho certeza: não sirvo pra negócio que envolve mocinhas fofas.
...
E velhinhas fofas de unhas feitas e cabelo arrumado que seguram as duas mãos da gente e dizem: parabéns minha filha, seu trabalho é lindo. Oooooouuuuummmmm
Não sirvo pra negócio que envolve velhinhas fofas também.

terça-feira, novembro 18, 2008

Correio

É isso mesmo Ana. Não são dores, nem ressentimentos. Nada disso me falta hoje.
Nem é drama. Não tenho isso, não tenho aquilo, olha que coitadinha que eu sou não combina comigo de jeito nenhum.
Mas quando eu era menina essas ausências eram de um valor simbólico enorme.
Ando trabalhando reações, mexendo no baú e tentando identificar a raiz de algumas coisas e tenho me deparado com esses pequenos símbolos. Pequenos, porém com poder de determinar meu comportamento até hoje.
Mas vou esmiuçar cada um deles até que a convivência seja apenas leve e divertida.

segunda-feira, novembro 17, 2008

Objetos de desejo que nunca terei

A casa era de madeira sem pintura. E eu sonhava com uma casa colorida.
A casa era nos fundos de uma oficina. E eu sonhava com uma casa com portão e jardim.
As outras meninas tinham lápis de cor enormes, intermináveis, numa cartela de 36 e os meus eram pequenos em caixas de 6 cores.
A Heloisa tinha um guarda chuva de plástico transparente com cerejas desenhadas nas bordas.
A Marcela morava na rua da escola e tinha um irmão que levava pra ela um copo de vitamina de abacate na hora do lanche.
O Miro tinha uma coleção de gibis e podia ler na sala da casa dele.
As crianças da rua jogavam bets mas eu só podia olhar pelo vão da cerca.

sábado, novembro 15, 2008

Correio

Elaine, cachelar e anel by Ateliê...e peguei 2 encomendas na reunião...hohohoho
As más línguas já andam dizendo que minha lápide será:
"Aqui jaz Suzi Márcia, mas sua filha continua atendendo à Rua José de Alencar etc...."
....
Alline, eu já engoli tanto jacaré de boca aberta em nome não sei do que mesmo que estou adorando meu novo modelito bateu-tomou. Adouro.
....
Aninha, lembrei demais de você hoje. O dia está lindo e montei a rede debaixo da árvore. Você adoraria ler um livro tomando uma cervejnha nela. Tem até trilha sonora de passarinhos.
E diz pro Décio que tem um escritório no fundo do quintal com wireless, fax, impressora e telefone sem fio à disposição dele. E você fica na rede claro. Vou até providenciar um sininho de metal pra gente chamar o Hugo. Afinal, alguém tem que trocar a cerveja, não é mesmo?

quinta-feira, novembro 13, 2008

Leitura


Fal, se você não tem eu te dou de Natal!
Tem uma idéia ótima de venda de preces pela internet que precisamos roubar imediatamente e agregar na nossa igreja!

Caixeiro Viajante

Vim a Sampa hoje, bate e volta, só pra uma reunião. Pra feira de Dubai.
É. Não poderei ir à feira, outros clientes marcaram compromissos comigo, inadiáveis e intransferíveis para a mesma data da feira e minha viagem a Dubai com tudo pago dançou.
Dançou só a viagem pois a organização da bagaça toda continua comigo e vamos nessa.
Voltemos.
No meio da reunião, um bam bam bam qualquer, desses que tem status de secretário de governo, de tomar cafezinho com ministro, homem da organização do evento, interrompe a minha fala e insinua uma reprimenda a algo que eu nem cheguei perto de dizer.
Ficaram todos mudos esperando. A minha voz saiu mansa, quase aveludada. E respondi ao homem, recheio de um Armani impecável, com a voz pausada, calma e firme, chamando-o pelo nome precedido do título evidenciando o seu equívoco sem a menor colher de chá. Ato contínuo, voltei a voz, a atenção e meu corpo para o lado oposto da mesa e retornei a fala exatamente de onde tinha sido interrompida.
Ninguém mais me interrompeu.
Acho que anos de surra corporativa começam a surtir efeito.

terça-feira, novembro 11, 2008

Convite

Faremos a feira Como Assim?! em Sampa a partir de 22.11 mas não poderíamos deixar de prestigiar nossas (os) clientes e amigas (os) de Curitiba.
Bazar Pré feira pra vocês escolherem primeiro!

beijos

Suzi Márcia
P.S. As peças vendidas serão repostas para a feira.

segunda-feira, novembro 10, 2008

Correio

Alline! Ter voce e Claudio Luiz na minha tendinha no Rio seria o supra sumo do luxo, poder e glória!
Vou me acabar na feira de Sampa e depois agitamos o Rio.
........
Já tenho a localização do meu box na feira do Como Assim?! na Benedito Calixto, mas ainda não tenho a localização exata no Shopping Center 3 da Paulista. Assim que tiver (essa semana ainda), vou fazer o convite e publico.
........
Elaine, me perdoa. Não pensei que a correria seria tanta. Estou com os parâmetros atrasados em coisa de 10 anos atrás, quando eu conseguia estar inteira após um dia de correria louca em Sampa. Prometi que te ligava e não rolou. Aliás, não prometo mais nada até essa feira passar. Nem perguntem.
........
Tenho essa semana pra desenterrar meu certificado de cenógrafa e iluminadora conferido pela oficina de teatro da UEM e montar as instalações do nosso box. Oremos para que nada caia ou pegue fogo.
........
Ju, pode pegar o que quiser. Você é visita que se serve de café da garrafa.

segunda-feira, novembro 03, 2008

Correio

Obrigada, meninas!
Depois da feira em Sampa, vamos organizar uma no Rio, com certeza!
beijoooss!!

domingo, novembro 02, 2008

Feiras

Agora é oficial:
O Ateliê estará em São Paulo nas seguintes datas:

22/11 sábado
29/11 sábado
06/12 sábado
13/12 sábado
Na feira Benedito Calixto das 10 as 19 horas.
Praça Benedito Calixto 158/162
entre a Rua Cardeal Arcoverde e a Rua Teodoro Sampaio.

23/11 domingo
30/11 domingo
07/12 domingo
14/12 domingo
No Shopping Center 3 das 10 as 22 horas
Na Avenida Paulista 2064, esquina com a Rua Augusta - Jardins.

Quando estiver mais próximo eu envio convites por email e publico cartaz.
Produção em polvorosa...

sexta-feira, outubro 31, 2008

As flores do jardim da minha casa

Decidi ter um jardim de roseiras e terei.
Por enquanto elas estão no vaso por aboluta falta de tempo até pra chamar o jardineiro pra preparar o canteiro.
Mas que terei uma de cada cor, certamente.
Porque a vida é agora e o meu momento é hoje.

quinta-feira, outubro 30, 2008

Trabalhando cores, tramas e tecidos!


Estamos inaugurando a sessão de Patchwork.
Vem dar uma espiadinha, vem!

Novidade! Lixo para Carro!


Quer conhecer?
Vai lá!

domingo, outubro 26, 2008

Nunca te vi...

Eu tinha 7 anos e vivia no interior do Paraná.
Só soube do fato muitos anos depois.
Toda vez que imagino a cena eu choro.
Dom Paulo Evaristo Arns abre as portas da catedral da Sé para um culto ecumênico em homenagem ao jornalista (judeu) morto pelo regime: Vladimir Herzog.
Causa oficial da morte: suicídio.
Sob a mira de centenas de soldados postados ao redor da igreja, com ordens de metralhar ao primeiro grito, cerca de oito mil pessoas comparece e se espalha por toda a igreja e escadarias.
Entre 20 sacerdotes e um rabino, Dom Paulo abre o sermão:
"Ninguém toca impunemente no homem, que nasceu do coração de Deus para ser fonte de amor".
A grandeza e coragem do gesto me toca profundamente.
Jamais compartilharei de sua fé Dom Paulo. Mas gostaria de ter tido a honra de te chamar de irmão.

sexta-feira, outubro 17, 2008

Cristianismo no morro

Uma cena de filme que pra mim define o cristianismo é uma cena do Paixão de Cristo do Mel Gibson onde um corvo bica o olho do ladrão na cruz ao lado da de Cristo. Esse ladrão é aquele que não acreditou que o Cristo era filho de Deus e por isso, para o cristianismo, mereceu a bicada.
A mensagem é clara: ou está comigo ou está contra mim e, portanto, merece o inferno e todas as suas dores.
Essa idéia do cristianismo é repetida a exaustão em conceitos, parábolas e profecias. Cada vez mais eu afino a idéia de que o cristianismo tem muita coisa em comum com a estrutura do tráfico no morro. Ou você faz tudo o que o cristianismo quer que faça e aí estará bem com os zome ou arderá no fogo do inferno.
Nada mais violento.
O cristianismo não aceita diferenças. Ele quer converter a todos.
O cristianismo não convive com o oposto. Ele acredita ser superior.
Mas o cristianismo só atinge a plenitude de sua perniciosidade na figura do cristão ignorante. Ah, o cristão ignorante...
Essa figura é de dar pena.
Incapaz de pensar por efeito de anos e anos de condicionamento e lavagem cerebral, ele repete trechos bíblicos como verdades absolutas sem ter a menor noção do seu significado.
Roga praga em nome de um Deus que acredita seu chegado num grau de virulência que seria assustador se não fosse cômico. É de rir.
Como pessoas adultas conseguem manter tal comportamento sem se envergonhar profundamente de tamanho ridículo é pra mim um mistério.
A esse tipo de violência elegi a distância como antídoto. Não frequenta a minha casa. Não ocupa espaço nenhum na minha vida.
Preciso de ar, sanidade mental e bem viver.

Tolerância zero

Determinadas pessoas deveriam repetir todos os dias, várias vezes por dia, o seguinte mantra:
- Não é da minha conta.
É assombroso o que tem de gente opinando sobre a vida alheia, espalhando a todos, sem prévia consulta, frases que começam com "você devia..."
A fala mansa faz parte da tática. Mas não se engane. Essas pessoas são soberbas, prepotentes, se acham melhores e superiores a todo o resto da humanidade e por se acharem tanto, pensam que têm o direito de dizer a este que não deve fumar, àquele o que deve ler e àquele outro qual o caminho a seguir.
Esses "conselhos" nunca são dados como sugestão. É sempre uma ordem, às vezes velada outras vezes nem tanto.
Meu radar é afinadinho pra esse tipo escroto de gente. Pra isso minha capacidade de absorção é zero e esse tipo de invasão bate e quica. Volta ao indigitado com a mesma rapidez e violência. E a cara de pateta que o cara fica é uma beleza.

segunda-feira, outubro 13, 2008

Correio

Assista Ana. Vale muito a pena.
Além do casal de atores que eu adoro, Juliete Binoche e Samuel Jackson, uma história muito boa no período pós apartheid. O regime acabou e agora? O que fazer?
Todas as dores do mundo expostas e remexidas até o limite do insuportável.
E uma história de amor permeando tudo.
Meu tipo de filme.

domingo, outubro 12, 2008

Filmes

Em minha Terra
Entre Dois Amores (Out of Africa)

Alguns filmes me fazem querer muito conhecer um país. Esses dois me fazem suspirar pela Africa do Sul. Com a valiosa contribuição de Robert Redford e Samuel Jackson, claro.

segunda-feira, outubro 06, 2008

Saldos de uma eleição

Gabeira no segundo turno do Rio.
Saudade do tempo que eu acreditava. Que eu vestia camiseta. Que eu ia às ruas. Que eu votava. E que eu fechava os olhos quando confirmava voto.
Saudade.
Ah, Gabeira...
...
Crivella derrotado no Rio vale comemoração.
Mas tem tempo que eu digo isso: essa raça tá se organizando... Já são número expressivo no legislativo, já estão no executivo-mor do país na forma ativa (vice) e na forma passiva (presidente), têm à mão mídia e grana e já decidem a vida alheia em vários graus.
Se isso ainda não é o Apocalipse são manuscritos que João escondeu na caverna por pura auto-crítica.
...
Notícia linda fechando o domingo de eleição. Tá certo que domingo foi ontem, mas essa p*rra de blog é meu e eu escrevo como e quando quiser.
Notícia: exército garantindo a segurança numa determinada zona eleitoral que eu não vou dizer qual é. Quem assistiu, assistiu.
Depoimento do oficial (capitão-sargento-ocaralho):
-O elemento estava causando confusão, ele era forte, a arma menos letal que tínhamos era o cassetete de borracha. Aplicamos nele.
O "aplicamos nele" mandou o cara pra sala de cirurgia com hemorragia interna e sério riso de vida.
Alguém aí, (socorro Mani!!!!!) me explica, como se eu tivesse 5 anos de idade, porque é que os bravos soldados do glorioso, em número superior a 20 (que eu contei só na cena que apareceu na TV) não puderam conter o badernante com os braços, desarmado que estava, algemando o infeliz e colocando num camburão? Mandar pra sala de cirurgia é procedimento normal?
Vergonha, ódio e nojo.
...

sábado, outubro 04, 2008

Em busca do tempo perdido



Dei esse livro pra Xu quando ela era uma menininha de 8 anos.
Ela e os irmãos moravam com o pai esta época e nada que eu dei a eles (livros especialmente) voltaram de lá quando voltaram a morar comigo. Foi tudo jogado fora.
Comprei o livro de novo.
Gostaria de poder recuperar muita coisa. O livro, pelo menos, está aí e é da Xu novamente.

Trio

Tiago, Hugo e Carol. Quando eram pessoinhas bem menores que hoje.

Como é bom terminar uma tarefa...

Dicionário Corporativo

Trabalho urgente: é quando algum imbecil não fez a sua parte em tempo hábil e entrega a bagaça na sua mão com o prazo estourado.
Devia constar do Código Penal como crime hediondo. Sem fiança.

domingo, setembro 28, 2008

Utilidade Pública

Minha sobrinha, advogada, foi fazer estágio com um criminalista.
Em pleno júri, ao lado do advogado da defesa, no momento exato do discurso da promotoria, ela tira um cachelar da bolsa, e faz todo o procedimento de enrolá-lo no pescoço e amarrar as pontas deixando as pedrinhas penduradas. Quando termina o processo, nota que TODAS as mulheres do júri não desgrudaram os olhos dela.
Yehhhhh

Cachelares do Ateliê: além de conferir ao seu visual um toque parisiense quentinho e confortável, revelou-se um eficientíssima manobra de defesa.

Chá da tarde

Uma senhora comprou meus marcadores de taças pra colocar nas xícaras de chá que oferece às amigas:
- Passamos a tarde toda fofocando, tocando piano, vendo filmes e ouvindo música. Num dado momento é uma luta encontar a própria xícara!
Nunca um pacote foi feito com tanto carinho e a inveja que o meu sorriso estampava jamais fará mal a alguém.

Bazar






Bom...

Já era sexta feira, por volta das 14 horas quando decidi fazer o bazar no sábado, dia seguinte.
Eu já sabia que a Xu tinha super-revisão e minha sócia tinha casamento. Portanto, estaria sozinha.
Mas quando algumas clientes ligaram e marcaram de vir, sabendo que tínhamos que arrumar o Ateliê para recebê-las, decidi convidar mais pessoas. Foi uma correria. Vocês nem imaginam a bagunça que estava: duas encomendas pra casamento em curso (a tua tá pronta, viu Alline?) e fitas pra todo lado. Conseguimos arrumar tudo na quinta à noite.
Tinha vinho, suco de uva, torradinha, geléia, patês e, no final da tarde, caldinho de feijão.
Não deu pra fazer fotos durante o bazar pois, como já disse, eu estava sozinha.
Mas mesmo assim adorei tudo!
E amanhã postarei as fotos de algumas novidades.
Obrigada pela presença meninas!

sexta-feira, setembro 26, 2008

Convite

Não é um Bazar formal. Se é que existe bazar formal.

Algumas clientes muito queridas marcaram uma visita no Ateliê amanhã, dia 27, sábado, e aproveito para convidar quem possa e queira para comparecer no endereço abaixo e conhecer as peças novas, que nem estão publicadas no Blog ainda, e tomar um caldinho de feijão e vinho conosco.

Rua José de Alencar 1947
Curitiba
A partir das 15 horas e até o último homem em pé.

Será um prazer.

Reclame

Para pessoas de TI e pessoas que são Cleuzinha nível 2, como eu, em tecnologia:

Pagestacker.com

A nova ferramenta criada pelo Hugo Baraúna.
No comentário ele diz que ajuda no tráfego e experiência nos blogs.

Vai lá no blog dele, pergunta o que é, o que faz e quanto custa.
Deve ser bem mais em conta que será em breve quando esse menino se der conta de quanto vale.
Aproveitem!

Pra mim a aula será de graça né môs fios, mas não adianta se morder não que eu tenho privilégios. Sorry perifa.

Meus primeiros gerânios!


Pra Ana Paula com um beijo!

quarta-feira, setembro 24, 2008

Tô podendo!!!!

A partir de agora vocês limpes os pés e lavem as mãos antes de entrar nesse blog, que ninguém mais ninguém menos que Hugo Baraúna comentou aqui.

Para os que não conhecem ainda a figura saibam que ter consultoria do Hugo de graça do seu blog equivale a ter o Tarantino dando umas dicas de que filme pegar na locadora pro fim de semana.

Para os poucos que conhecem a fera, perdeu preibói!

Hugo meo fio, vou fazer a marca dágua em breve, mas nao vai adiantar muito não. Tem gente danada da vida na página da bagacenta pois ela copiou a foto e apagou a marca.

P.S. e esse Hugo não é o meu filho. Mas quase.

Promoção!


Tem promoção lá!

Enquanto isso, na Sala de Justiça...

- Yahoo me responde, educadamente que só mostra a fuça da fulaninha se eu tiver ordem judicial. Terei em breve, amores.
- Sei que enquadrar um crime num artigo do CP nem sempre é uma tarefa simples e dá uma raiva danada dos caras que não cometem os delitos direitinho como o legislador previu, mas a discussão que se deu ao pé de mim (ói que fino?) estava mais pra "isso é direito autoral ou intelectual"? e eu com cara de paisagem. Declarei vendedora na profissão e como tal só fico de tocaia pra ver o quanto estão preparados pra função. Eu não estou nadinha, não sei nadinha e nao entendo (mais) nadinha do assunto, mas não tem placa de Delegacia de Cibercrimes na minha porta nem uso crachá de delegado nem de investigador. Quero só ver...
- Não consigo bloquear as fotos. Será que o blogger nao tem a ferramenta ou fui eu que ainda não encontrei?

domingo, setembro 21, 2008

Fota roubada na mão grande do Flickr da Fal.
Saudade meninas.
Cadê Drica Maeda que nunca mais vi?
Quem sabe da gata?

Cardápio natureba

Almocei com a Xu no AU AU.
Cachorro quente duplo, batata frita e guaraná.
Praticamente uma refeição vegan.
Porque mamãe tem que proporcionar coisas boas e saudáveis aos rebentos.
Faço questão.

Informativo

Meninas, sobre a plagiadora dos infernos eu vou fornecer boletim informativo a partir do desenrolar dos acontecimentos. Esta história de cibercrimes é nova pra mim e estou interessada nos rumos da coisa. Informo tudinho o passo a passo a partir de segunda.

sábado, setembro 20, 2008

Correio

Fal, por enquanto só registrei o BO na delegacia especializada com o delito cometido por "autor desconhecido". Mas já estamos providenciando os meios pelos quais o provedor nos entrega a identificação da figura. Sabe aquela história de boi, boiada e briga? Pois então. Tamo dentro com tudo! Semana que vem terei mais detalhes e te passo bonitinho.

sexta-feira, setembro 19, 2008

Pára-raio de bandido!

Nada é mais pessoal na minha vida que o meu trabalho.
Cada uma das horas do meu dia, das minhas noites, dos meus fins de semana dedicadas ao trabalho são roubadas do convívio das pessoas que gosto e de muitas outras coisas.
Adoro cada um dos meus trabalhos e os executo com o maior prazer e dedicação. Isso não exclui obviamente dias de cansaço extremo, choros de desespero ao me deparar com prazos impossíveis e tarefas ingratas.
Por tudo isso o sangue me aflora aos olhos quando me deparo com uma fulana dessas que não tem confiança em sua própria capacidade e faz parte daquele grupelho que acha que internet é terra de ninguém e COPIOU AS FOTOS DOS MEUS PRODUTOS DO ATELIÊ ACESSÓRIOS E ESTÁ COMERCIALIZANDO COMO SE DELA FOSSEM!!!!!!!!
O BO na delegacia já foi providenciado, as páginas já foram impressas e esse jogo não acaba enquanto sobrar um em pé!!!!!!!!!

Comunicado

A não ser por um anônimo especial que comenta aqui de vez em quando e eu sei exatamente quem é, não publico comentários sem identificação. Ok? Se quiser seus comentários publicados identifique-se. Não adianta pedir.

A gerência agradece.

quinta-feira, setembro 18, 2008

Pontuando

Primavera não acontece só pras flores não. Precisa ver o viço do matagal que tava empesteando o jardim. Cada touceira arraigada que vou te contar. Arranquei tudinho e cortei a grama. Eu já tava com vergonha.
...
Às p*rras das roseiras concedi uma última chance: podei a 2 meses atrás e agora estão com uns brotos lindos. Mas se não florirem nessa primavera, babau. Vou arrancar tudinho e plantar umas que prestam. Ara!
...
Casa com escada funciona assim: quando você está em cima e o telefone toca, adivinha onde ele tá?

sexta-feira, setembro 12, 2008

Garantindo o uisquinho das creonças


Meninos e meninas!
Coisa nova lá!

quinta-feira, setembro 11, 2008

Correio

Tonio, querido, a palhaça aqui nao levou a câmera mas tem fotas no Drops.
Elaine a costura apertou. Mas já já tô de volta.
Carlinha, to morrendo de vontade de ir pro Rio. Não prometo mas quem sabe?
beijoooss!!!

sexta-feira, agosto 29, 2008

Caixeiro Viajante

Viajo pra Sampa domingo.

Quem quiser algo do Ateliê, bijouteria ou linha casa pode pedir no email suziarrobaatelieacessorios.com.br que eu levo, sem frete.
Prometo à Fal:
. não levar mala
. ser discreta
. não fazer do lançamento do livro uma feira
...................
Acho que pelo menos duas das promessas acima eu sou capaz de cumprir.

terça-feira, agosto 19, 2008

segunda-feira, agosto 18, 2008

Primeiro Mandamento Corporativo

Sabe email? Então...
Antes de enviar, dê uma olhada nos desnatários e cheque se a mensagem se aplica a todos eles.
Depois de clicar em "enviar" nao adianta correr feito uma louca para a caixa de saída e quase arrebentar o teclado tentando deletar a bagaça ao descobrir que o cliente que você chamou de bandido está na lista, viu?
Vai por mim...

Garantindo o uisquinho das creonças



Vocês estão ligados que tem coisa nova, né?
Pois então...

domingo, agosto 17, 2008

Lavou, tá novo.


Todo sofá de capa removível e lavável que eu conheço é caro.
Inacessível ao público que realmente precisa de um sofá com capa removível e lavável.

Quando eu fui gerente comercial de uma indústria de estofados eu briguei por isso.

Reparem: nas Casas Bahia e outras do gênero, não existe um sofá de capa removível e lavável que custe menos que 1.500,00. Pode procurar.

Com esses argumentos e muitas pesquisas eu cheguei ao protótipo de um sofá que tenho na sala até hoje. Com capa removível lavável, simpático e barato.

Saí da empresa pouco depois, mudei de cidade fui fazer exportação, o dono da industria vendeu o negócio, foi também fazer outra coisa e nao sei que fim levou o projeto.

Agora me digam: que sentido faz fabricar um sofá com capa removível a uma clientela que vai trocar a po**a do sofá todo ano?
Não é o mercado popular que precisa do produto?
....
Acho que a TPM já chegou.

Em dia tá dificil, mas a gente tenta...

Matei mais um da pilha.
Fiquei com vontade da Espanha.
E Cemitério dos Livros Esquecidos é uma delicia, não?

Sonho

Sonhei que a Madonna estava aqui em casa e se encantou com um livro do Érico Veríssimo. (Vai vendo...)
Detalhe: eu vi o livro na mão dela mas não sei qual é.
Ela perguntou se ele era o maior escritor brasileiro. Avessa que sou a este título "the best" fui logo dizendo (com alguma ufania e muita petulância, reconheço) que o Brasil não tem um escritor "the best" mas uma lista deles.
Daí que a loura queria que eu fizesse um comparativo entre o Érico Veríssimo e algum escritor Norte Americano. Ele se compara a quem nos EUA?
Pensei, encuquei, matutei e o único nome que conseguia lembrar no sonho era Bernard Shaw(!!!??), que nem americano é.
Acordei afobada e deixei a loura sem a preciosa informação. Mas deixestar, vou pesquisar e enviar pela assessoria de imprensa da coitada pois isso não se faz a um vivente.
...
E todas as minhas drogas são lícitas, tá? Incluindo a novela das oito.

sexta-feira, agosto 15, 2008

Se eu não falar eu grito

Sei que a jurisprudência já vem corrigindo este absurdo há décadas e que, contrariamente ao que diz o Código, os filhos que já atingiram a maioridade civil continuam fazendo jus ao recebimento de alimentos (meu deus como detesto este termo!) até terminarem a universidade.
Não é do aspecto jurídico de que falo. Falo da capacidade de um progenitor (sim, nada mais que isso pois paternidade/maternidade é exercício, não cargo vitalício adquirido) de declarar em juízo que não tem mais nenhuma obrigação para com os meninos, em face deles aliás, pois já completaram 18 anos.
Meninos que nunca choraram a noite quando bebês.
Meninos que se sentavam no sofá da sala dos outros e só se levantavam com ordem de adultos. Meninos que entravam nas Americanas com 5,00 cada um pra comprar o chocolate pra semana e escolhiam, trocavam, faziam conta e jamais pediram pra ultrapassar a cota.
Menino que um dia entrou na joalheria com 30,00, com o uniforme sujinho depois do treino, colocou o dinheiro no balcão e perguntou o que dava pra comprar pra sua mãe.
Menino que corria em volta do quarteirão pro tempo passar mais rápido e chegar logo a hora de cortar o bolo do seu aniversário.
Menina que com um ano de idade dizia boa noite as 20:00, subia na cama e dormia. E acordava sozinha na manha seguinte, pegava uma banana, voltava pra cama e dizia "oi mãe".
Meninos que hoje batalham suas vidas da forma mais perfeita, honesta e íntegra que eu conheço. Nem precisava tanto pra merecerem cuidados.
Aliás não precisava nada. São meus filhos. Basta. Meu amor é incondidional e não preciso que me apresentem atestado de bom comportamento pra merecerem proteção e amparo.
Só que não consigo deixar de ver correr esse filminho na minha cabeça quando ouço tamanha palhaçada.
A esses meninos o progenitor diz que nao tem mais nenhuma obrigação. Obrigação aliás, é necessário que se diga, nao é cumprida a muitos anos.
Lamento meninos por ouvirem tudo isso. Mas deixa estar, venho aí montada numa execução alada e vou fazer cumprir cada centavo. Não é nada perto do muito de bom que vocês merecem e sei demais que vocês seguem com os procedimentos só e tão somente em apoio a mim, pois preferiam não ter que passar por mais essa dor.
Justiça? O exercício dela na tentativa de proteção aos nossos direitos lesados sempre nos fere. Só que às vezes é insuportável.

quarta-feira, agosto 13, 2008

Eu não perco por nada nesse mundo.

domingo, agosto 03, 2008

Café coas estrelas

Juju e um pedacinho da Helga, que é chique demais e não se dá ao desfrute...




Inara escolhendo sua tiara, presente da Mani, e a Helga contando algo terrível à Fal.

Béw. Meu mostruário favorito.


Sofofa e Nenéia. Muita fofice!

Naty, Claudio, Fal e Béw.

A gente tem que agarrar a Fal bem muito agora pois depois que ela for celebridade entre os escritores vai dar trabalho pressa mulé reconhecer a gente. Por isso temos fotos pra chantagear...ohohohohohho

Delícia de café! A melhor das companhias!
beijos meninas!

quarta-feira, julho 23, 2008

Antes tarde...

Ana Paula
Minha desatenção e grosseria completas, aliadas a uma cabeça oca me fez perder o seu aniversário.
beijooooooooooooooosssss e felicidades!!!!!
Me manda um email que eu perdi o seu. Foi-se com o note quando roubaram o bicho.

Cavalgaduras

Tudo bem que a língua portuguesa é uma armadilha.
Sorrio em solidaridade à Bonequinha de Luxo quando assisto à cena em que ela estuda português e reclama da dificuldade da língua. Concordo. Dou graças ao fato de tê-la como língua mãe e ter que aprender o inglês e não ser o contrário.
Um breve olhar sobre estes posts já denunciam toneladas de erros de concordância, emprego de pronomes, plurais, verbos e coisas tais. Não domino a língua, assumo.
Mas, tomo cuidados básicos de comunicação no convívio geral e tenho o seguinte palpite:
Aquela pessoa que mora num centro urbano, frequenta trabalho e rodas sociais normais, está exposta à toda forma de mídia e diz 'menas' , 'pobrema' e ' galfo' , além de ser uma cavalgadura completa é egoísta e soberbo. Pois somente a incapacidade completa de observação (e consequentes percepção e aceitação) do outro permite tais aberrações. Esses caras nunca prcebem que a maioria fala diferente? E nunca se preocuparam em checar?

terça-feira, julho 22, 2008

Pela atenção, obrigada!

Minas de Sampa!
A chapa esquentou, a reunião adiou e o calendário endoidou.
Modos que o encontro que teríamos no Café coas Estrelas neste sábado dia 28 forçosamente terá que ser adiado para dia 02.
Sorry.
Quem nao puder ir e tinha feito encomendas a gente combina o que fazer por email, ok?
suziarrobaatelieacessorios.com.br
De resto, tudo igual.

beijos
Suzi

sexta-feira, julho 18, 2008

Correio

Aninha, o moleque tá matriculado e instalado. Bem instalado. Não esperava conseguir algo tão bom. As aulas começam dia 28.

Errata: o nome da universidades é UDESC e não Unesc como haVia dito abaixo. Universidades Estadual de SC.

Dalva, obrigada. Realmente é uma coisa muito boa ver os molequinhos da gente saindo pro mundo. As lágrimas são inevitáveis, mas, é bom sim.

Tati, o moleque é meu sim. Roubado, lembra? E vc acha que eu ia me dar ao trabalho de roubar moleque feio?

quarta-feira, julho 16, 2008

Nos embalos...

Galera, o ritmo está alucinante!
Pra ter uma idéia, estou levando coisas pra fazer na viagem.
As tiaras mais largas estão saindo. Quando eu voltar na sexta faço fotos.
Enquanto isso vai lá .
Você é sempre bem vindo.

E vai-se a segunda pomba

Huguinho, meu muleque (de camisa azul) passou no vestibular pra agronomia na Unesc e estamos saindo amanha as 7 da manha a caminho de Lages - SC onde fica o campus, (cidade da PC), pra fazer a matrícula e suas aulas começam dia 29.
O misto de sentimentos que me atropela nesta hora parece um bombardeio.
É mais uma pomba que sai em revoada.
Não cabe mais debaixo da minha asa.
O ninho faz a maior festa pela conquista, mas tenho certeza de que serão amargos os primeiro dias de quarto e lugar à mesa vazios.

terça-feira, julho 01, 2008

Desmame

Xu em uma de suas vãs, baixas e vis tentativas de ter um catolo.

Aninha, a Xu dorme na minha cama desde que chegou da maternidade. O pai dela trabalhava em outro estado, só estava em casa dois finais de semana por mês e eu morria de pena daquele bebezinho lindo lááááááá longe no bercinho e eu sozinha na cama. Modos que costumamos mal, as duas, ofcorsemente.

Agora, a pedido dela, estamos promovendo o desmame. Dela ou meu, não sei muito bem.
A primeira fase consiste em arrastar um colchao e dormir do lado da cama dela. De preferência nao dando as costas à pimpolha.

A segunda fase eu não faço a menor idéia de como será mas acho que não tarda pois ela já mencionou que eu estou em atraso com o aluguel do quarto.