segunda-feira, abril 30, 2007

Notas de Viagem - Recife

Fui à Casa de Cultura e fui recebida por 2 repentistas. Figurino: camisa vermelha, casaco branco bordado de flores de chita (será com x?) e lantejoulas, chapéu bordado e violão cheio de fitas coloridas. Quando me deram as boas vindas em nome do Recife, citaram meu nome e mandaram beijos pra Xu em Curitiba eu chorei.
.......
Gastei tuuuudddoooo na casa de cultura. O Hugo já declarou que estamos além da linha vermelha. Ainda bem que a Movexpo é a cada 2 anos.
.......
Pimenta de Cheiro
Toca do Camarão
Bode do Nô
Bar da Fava
Um lugar onde os restaurantes tem esses nomes é o Paraíso, é não?
......
Voce está assim distraída e de repente se depara com uma escultura em madeira, esculpida em uma unica peça, de uma mãe retirante, gravida, com um jarro de agua na cabeça puxando a filhinha pela mão. Dá pra não comprar?
......
Você olha pras bolsas, pros vestidos, pras ceramicas, pros sachês, pros bilros, pros filês, pros mamulengos, pras máscaras de carnaval, pros bonecos de chita e pensa: matar só a Denize não vai adiantar.

2 comentários:

corbelia disse...

coincidencia , um amigo foi a recife e me trouxe uma cachaca de corno ou corna como queira eis a oracao dos cornos:
Meu Deus ,fazei com que eu não seja corno
Se eu for ,que eu não sinta,se eu sentir que não saiba
Se eu souber , que não acredite
Se eu acreditar ,que não veja
Se eu ver ,que me conforme
Amem
lhe paguei com chico: Eu te amo
Chico Buarque
Composição: Tom Jobim / Chico Buarque

Ah, se já perdemos a noção da hora
Se juntos já jogamos tudo fora
Me conta agora como hei de partir

Ah, se ao te conhecer
Dei pra sonhar, fiz tantos desvarios
Rompi com o mundo, queimei meus navios
Me diz pra onde é que inda posso ir

Se nós nas travessuras das noites eternas
Já confundimos tanto as nossas pernas
Diz com que pernas eu devo seguir

Se entornaste a nossa sorte pelo chão
Se na bagunça do teu coração
Meu sangue errou de veia e se perdeu

Como, se na desordem do armário embutido
Meu paletó enlaça o teu vestido
E o meu sapato inda pisa no teu

Como, se nos amamos feito dois pagãos
Teus seios ainda estão nas minhas mãos
Me explica com que cara eu vou sair

Não, acho que estás te fazendo de tonta
Te dei meus olhos pra tomares conta
Agora conta como hei de partir.
(beijos amiga)

Dalva disse...

Odiei tudo! Nem tô com invejinha, ó.