segunda-feira, dezembro 31, 2007

Feliz Ano Novo!


Tudo se reinicia, se renova ou continua.
Feliz Ano Novo!! Que venha 2008!

quarta-feira, dezembro 26, 2007

Ajudantes de Papai Noel

Lambendo as crias...
Com a prima Lilian

Seu Castelani Mor e eu


A velha guarda: Neusa Maria, Eu, Seu Castelani e Dona Marina

Lilian usando colar do Ateliê

Panorâmica...

Carolchita com os irmãos Tiago e Hugo

Neusa Maria montando os fondues...

Mesa dos doces sendo montada

Seu Castelani e Tiago

Making of...

domingo, dezembro 23, 2007

Feliz Natal!

Aos que por aqui passam, um doce e feliz Natal!

sábado, dezembro 15, 2007

A menina que roubava livros

Comprei pelo título.
Me encantei com a narrativa:
"Os pés descalços do menino agarraram o chão. Ele podia sentir a terra grudada entre os dedos.
Ao comando do juiz de largada, assumiu a posição - e a pistola abriu um buraco na noite."
Bela história, cadência deliciosa de palavras.

Repartição Pública

Correm os proclamas da papelada da casa nova.
Vocês não vão acreditar, mas sabiam que um dos cartórios me pediu 8 dias (!!!) pra produzir uma certidão?
.......
Nunca entendi muito a competência de repartiçoes como tabelionatos e cartórios. Pra mim as atribuiçoes de cada um sempre foi uma coisa meio confusa.
Mas de confusa passou a cansativa quando tive que passar por 3 cartórios diferentes e 2 tabelionatos no mesmo dia protocolando requerimentos de certidões na tentativa de provar minha boa índole e correta conduta cidadã. Sei não. Aguardemos e oremos.
.......
Na fila do cartório (um dos cartórios, uma das filas) o boy atrás de mim reclamava com o outro que o amigo secreto da firrrma dele tinha estipulado o valor do presente em 30,00. E que isso significava 10% do seu salário. Aí eu pergunto meu pai: quando essa praga corporativa vai acabar? Será que o RH de nenhuma empresa percebe que NINGUÉM suporta amigo secreto de fiiiirrrrma? Ou será que só eu tenho esse pavor?

É o pé que me leva, me sustenta e me apóia.
Segue as minhas decisões de mudanças e confia em todas elas. Mesmo que eu mesma não tenha tanta certeza.
Nas bifurcações de caminhos eu só sei a trilha que não quero seguir, mas nunca tenho certeza de que a opção tomada seja o caminho certo.
Mas, decisão tomada, sigo a passos firmes.
Pé ante pé.

quinta-feira, dezembro 13, 2007

Casa Nova

Gentemmmm!!
Vou para uma casa nova.
Já achei a casa e quero me mudar antes mesmo do Natal.
Nao se preocupe Aninha que isso nao muda nossos planos nem uma vírgula!
Em breve fotos.

domingo, dezembro 02, 2007

Fuvest

O Comércio, essa arte difundida por Marco Polo.

Sou uma espécie de caixeiro viajante moderno. E das boas, modéstia às favas.
Negocio mercadorias brasileiras (todas lícitas, viu Mani?) com clientes de várias partes do mundo.
Mas com a inauguração do Ateliê esse ano, me vi no lugar de fabricante, tendo que negociar com fornecedores, agora na condição de cliente.

Pois bem.

Uma das condições básicas, básicas do bom atendimento é oferecer soluções. Pra isso você precisa analisar o cliente, conhecer suas necessidades pra daí ser capaz de lhe fazer ofertas e sugestões.
Se você não tem exatamente aquele produto que o cliente está procurando, analise o perfil dele, pra que ele precisa daquele produto, o mercado que ele atinge, eleja os produtos da sua linha que podem atendê-lo naquela faixa de preço e que sejam similares em modelo e DAÍ faça uma sugestão.

Ocorre que tenho um fornecedor de peças para o Ateliê cujas vendedoras me tiram do sério
Compro desse fornecedor a meses, compras quinzenais, mantenho pedido constante, falo com as vendedoras semanalmente, elas sabem que produto fabrico, enfim elas têm toda as informações necessárias pra conhecer meu perfil e meu produto, mas em TODO contato seja telefone ou pessoalmente eu ouço pérolas do tipo:

Eu: Chegaram as folhas verdes?
Vendedora: Não, mas tem miolo amarelo.
Sério.

Elas certamente foram instruídas a não dizer um não simplesmente (instrução correta) mas a partir daí tentam te empurrar qualquer coisa, que não tem nada, absolutamente nada a ver com o que eu preciso.

Quando estou de bom humor eu apenas suspiro, agradeço a sugestão e desligo.

As Alegrias que o Google nos dá

Graças ao Hugo, menino bom demais, que faz Engenharia da Computação na USP, de quem eu venho colecionando os vídeos cachacentos nos quais ele figura de protagonista pro caso de precisão no futuro (uma chantagezinha básica, talecousa, sacomé...) pois pagar a hora dele já vi que não dá pra mim, pois bem...graças a esse menino, euzinha também estou no Google Analytics e posso enfim saber comé que a galera vem parar aqui e o que digitaram no oráculo:

As Alegrias que o Google me dá:

cartões em papel reciclado
beleza! Faço sim. Lindos, lindos. Mande zemelho que a gente combina modelos e preços.

neve em curitiba
Já teve. Em 75, conforme post do arquivo.

alexandre borges transando
0pa! Leia Os Bórgia, do Mario Puzzo que vc vai saber em de-ta-lhes. Figurinha eu infelizmente vou ficar devendo.

assunto significa sombrinha do frevo
E é? Sabia não. Rapaz...

atelieacessorios
Presente! Link aí do lado. Vai lá...

bento adega grupo de oração
Adoguei.
Não sei bem o que essa adega tá fazendo aí no meio, mas faz TODA a diferença.

bibliotecária loira
Como assim?
Tem que procurar no oráculo mesmo...

casquinha de wafer
Comé que isso vem parar aqui meu pai?

como destrancar caminhos
É aqui messs...
Nóis destranca e joga a chave fora!

como posso encontrar prostituta
Epa!!!!
Tudo bem que meu nome é Suzi...
Tudo bem que eu e o Tonio tamo montando um serviço público da maior importância social no promissor mercado da saliência
Mas, daí....
Vem cá, quanto tá rolando o preço por hora nesse trem?

falando de voce meu amor
Ai..nao fala assim...

foto linda
Obrigada...

lupicinio foda-se
Comassim?
Tadinho do Lupicínio...
Será coisa de Mary Terezinha?

marcador de taça de vinho
Aqui mesmo! Ali do lado, ó...

marcadore de livro
Deve ser a Alline...
já com sotaque italiano.
Ou o Mauro, já se achando um Dante...

o que é curry
Começando na cozinha, hein?
vá em frente...

perfil consumidores refrigerante guarana
Já te falo:
- mezzo pançudinhos
- mezzo ufanistas

perfil do consumidor de livros
Putz, esse nao dá... tem que segmentar. Os de auto ajuda, por ex. dá um post.

- rabo de cavalo barba branca
Será que é para uma poção?
E qual o efeito?

unha encravada anestesia
Sou completamente a favor!!!!!
Mas sabia que não aplicam?? Éé... tiram na dura...com você berrando.
Coisa de idade média.

vinho "curitiba"
Tem não. Posso agarantir. E se achar, nao beba.

vinho interludio
Bom, vc pode escolher o vinho pras preliminares, pro interludio, pro pós.. hein?
Nao era disso que estávamos falando?
Sorry...

vinho livros blogspot
Achou!

segunda-feira, novembro 26, 2007


sábado, novembro 24, 2007

A felcidade bate à sua porta

Será que essa galera tava feliz?

sexta-feira, novembro 16, 2007

domingo, novembro 11, 2007

Impório Santa Maria

Negada, cês viram isso?
Eu quase que me acabo de rir!

http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL175593-5605,00.html

Vai vendo...

Não existe uma foto que prove que um dia eu fui grávida.
Não existe foto minha, grávida, nem 3x4.
Nem vídeo.
Nunca fiz cesariana. Meus 3 filhos nasceram de parto normal. O local onde fui cortada e levei pontos é difícil de checar, mas até onde eu sei, não tem marca de corte nem de pontos.
Tô até vendo o dia que a puliça cismar que esses moleques não são meus, que roubei todos eles de conluio com a Naza, a trabalheira que vai dar manter as crias.
Dá preguiça só de pensar.

segunda-feira, novembro 05, 2007

Vai lá, lê e fica puto também, faz favor!

Deu no Globo de hoje:
2 universitários e 1 menor, classe média, atacam prostitutas na Barra da Tijuca no RJ.
As prostitutas contaram que os rapazes estavam num carro e pararam para "conversar". Quando elas se aproximaram eles lançaram o pó de um extintor em cima do grupo.
Foram flagrados por um engenheiro (aleluia!) que denunciou o fato à polícia.
De tudo o que me deixou puta, mais puta, putíssima! foi a declaração do pai de um deles:

"Não fizeram nada de mais. Tem gente que faz coisa pior. Foi apenas uma
brincadeira de crianças. Qualquer um passou por isso quando adolescente. Não
entendo por que os jornalistas estão interessados nessa história".

Meu pai, por onde começo?
"Nao fizeram nada demais. Tem gente que faz coisa pior."
Dos muitos argumento abomináveis este é um dos que fazem meu sangue ferver. Tal político roubou? mas qual não rouba? Roubou tanto? Mas e o outro que roubou o dobro? Asifudê! Sem contar que isso não é nem nunca foi argumento, não passa de pretensa justificativa para atitudes sórdidas.
Sem contar que a posição do pai já mostra claramente de onde vem a certeza da impunidade e a total ausência de noção de espaço dos meliantes.
"Foi apenas uma brincadeira de crianças. Qualquer um já passou por isso na adolescência".
Alto lá! Qualquer um só se for da sua família, meu caro. Já fui adolescente, não muito santa, mas nunca nem me passou pela cabeça fazer um troço desses. E tenho 3 filhos que certamente não fizeram nada parecido e se ainda passar pela cabeça deles uma atitude dessas eles certamente sabem o que os aguarda em casa.
"Não entendo por que os jornalistas estão interessados nessa história."
É, pra um troglodita como o senhor deve ser difícil entender determinados conceitos mesmo. Vejamos:
Já imaginou uma sociedade onde as pessoas têm sua integridade respeitada, intelectual e fisicamente, independente do saldo da conta bancária?
Um lugar onde o conceito de prostituta signifique tão somente um substantivo que designa uma profissão (honestíssima por sinal, mas isso fica pra outro post), onde o único mal que ela pode causar é a si mesma, e não uma qualidade pejorativa?
Um lugar onde as crianças sejam educadas com a mais firme noção do outro, começando por não dar palpite nem interromper conversa de adulto, não frequentar ambiente indequado à crianças, praticar o por favor, obrigado e com licença no dia a dia, falar sem gritar, passando por ouvir a tv/som em altura que nao torne impossível a vida dos demais da casa e nao tomando o último iogurte da geladeira sem perguntar se é de alguém.
Um adulto que não consegue enxergar a demência de um comportamento desses no próprio filho, denuncia o óbvio: a prática do racismo, da prepotência, da homofobia, enfim, da troglodice de forma geral e irrestrita é um comportamento normal para indivíduos desse naipe e, pior!, está sendo eficientemente passado de pai pra filho por muitas gerações ainda. Porque infelizmente essa espécie vive solta. E se reproduz.

sábado, novembro 03, 2007

Carraspana bem dada

Corbélia, deixa de ser palhaça! O zemelho tá funcionando direitinho!
Méu ténico agarantiu!
Ara!

E segue a programaçao normal.

sexta-feira, novembro 02, 2007

Marcadores da Fal

Marcadores de páginas com frases da Fal
Escreva um emelho para suzi@atelieacessorios.com.br pra saber como ter um kit de 3.

sábado, outubro 27, 2007

Classificados


Preciso de vendedores.
Quem souber de alguém que já trabalhe com vendas , me indique. Não importa em que estado do Brasil.
Mande emelho para:
suzi@atelieacessorios.com.br

Vamos estender os domínios já que de inimigos estamos bem.

sábado, outubro 20, 2007

O que me acode

Os cemitérios da minha terra não dão vontade. Eu quero é o seio de Deus, quero encontrar Abraão e me insinuar junto dele, até ele perder o juízo e me fazer um filho que terá muitas terras e ovelhas. Emancipada eu não quero ser, quero ser é amada, feminina, de lindas mãos e boca de fruta, quero um vestido longo, um vestido branco de rendas e um cabelo macio, quero um colchão de penas, duas escravas negras muito limpas e quatro amantes: um músico, um padre, um lavrador e um marido. Quero comer o mundo e ficar grávida, virar giganta com o nome de Frederica, pra se cutucar na minha barriga e eu fredericar coisas e filhos cor amarela e roxa, fredericar frutas, água fresca, as pernas abertas, parindo. Quem dá o grito primal paga caro o analista, quem dá o grito vai preso, quem escreve feito eu esgota o zumbido do seu ouvido, mata um a um os marimbondos, com agulha fina nos olhos. Não posso ver trouxa frouxa, amarro até ficar dura.

Adélia Prado, pois tem dia que, ai, ai.... preciso dela.

De volta pro aconchego...

Ana Paula, o Maurinho tá de onda. Imagina se ele nunca abraçou uma cuia, nem sorveu (uia!) uma bomba.
Eu tô boazinha.
Quase me encontrei com o Tonio em POA na sexta feira para um breve colóquio regado a umas substâncias líquidas e lícitas, porém geladas, mas o trampo do moço não permitiu. Ou isso ou tá me traindo o cachorro, antes mesmo de me conhecer.
Ficou portanto adiada a reunião para decidir a ata de fundação da nossa sociedade no promissor mercado da saliência.
Enfim, desiludida de qq possibilidade de encontro, antecipei meu voo e cá estou em Curipa.
E segue a programação normal.

Notas de Viagem - Rio Grande do Sul

Em terras gaúchas passa, mas imagino a ziquezira que uma placa dessa dava no Ridijanero por exemplo.

sábado, outubro 13, 2007

Pesadelo na chuva

Fazia frio e chovia.
19 horas, saí do escritório e enfrentei de cara um engarrafamento monstro. O carro andava 2 metros e parava por 10 minutos antes de avançar mais 2 metros. As ruas do centro de Curitiba, em particular a 13 de Maio tem as calçadas antigas e estreitas. Por isso o casal que puxava uma carrocinha cheia de papelao e vidro seguia pela rua, no meio do engarrafamento.
Bastava uma olhada pra sacar que naquele trecho o casal não tinha como seguir pela calçada. Ela é de chão irregular como todas as calçadas de Curitiba, e estreita demais para caber o imenso carrinho.
O casal seguia o engarrafamento, parando quando os carros paravam e seguindo em marcha lenta quando avançavam aos pouquinhos.
Lembrem-se de que chovia e fazia frio. Eu estava gelada dentro do carro. Imagine o casal a pé debaixo de chuva.
Eu fiquei imaginando onde eles moravam e quanto tempo de chuva, frio e cansaço eles teriam que enfrentar antes de chegar em casa.
Pois nessa hora o trânsito começou a andar um pouquinho mais rápido, só um pouquinho!, e um palhaço, dentro de um carro que estava atrás do casal, começou a buzinar.
Eu nao acreditava no que estava vendo. Todos os carros desviando devagar e respeitosamente do casal, provavelmente morrendo de pena dos dois, e um palhaço idiota buzinando a agitando os braços!
Xinguei o feladaputa de tudo qo foi nome feio que conheço e vou lhe dizer: se praga minha valer, o pinto do desgraçado não sobe nunca mais!

Marcadores de Livros

Alline e quem mais quiser...
Para adquirir os marcadores da Fal, me escreva um email no suzi@atelieacessorios.com.br que eu passo as devidas instruções.
Patsy, eu estava viajando, mas mando o seu na terça feira dia 16/10.

Ah, e o Mauro é tudo isso e muito mais, companheira Alline. E achei o fim do mundo ele te ligar aí na Itália. Tô me roendo de ciúmes!

quinta-feira, outubro 11, 2007

Correio Elegante

Maurinho do meu coração!
Nao dê trela pra essas desclassificadas que ficam te cantando no meu blog!
Lá na Fal eu até te divido com uma bando de malucas, mas aqui nao tem dessa não!
Te comporta!!!!

terça-feira, outubro 09, 2007

Jantar da Fal IV

Gentemmmm! O Mauro existe, é fofo, perfumado e não solta as tiras. Acredita?
Eu tirando casquinha dos homens mais interessantes da festa. Que nao sou boba nem nada.

Jantar da Fal III

Pelo roer das unhas a gente percebe a pimenta da fofoca né Helga?
Bel mostrando que as ruivas mandam muito bem.

Drica dançando: poder e glória.

Jantar da Fal II

Gisela lendo o manual de instruçao do presentinho que a Mani levou pra ela. Nao adianta esconder dentro do livro da Fal! A gente sabe...
Carla San e Obi Wan (vem pro lado negro da força, vem...)

Intrépida Trupe: Paula Clarice, Lígia, Gisela, Suzi, Vanessa, Fal e Ana Paula.


Maloquinha. O ser mais doce que o doce de batata-doce que eu conheço.

Jantar da Fal I

Sintam o balanço e o movimento do papo de Fal com Aninha.
Tudo muito bonito e gostoso. To falando da comida viu?

Drica e Juju se agarrando e Mani paquerando o namorado da Drica nas costas da coitada... ts..ts..ts.. o que não faz uma vergonha pouca, né minha gente?

domingo, outubro 07, 2007

Banquete de Babette

Meninos. eu fui!
Estava divino!
Estou com dificuldade para subir fotos, mas vou fazendo aos pouquinhos.

segunda-feira, outubro 01, 2007

Por que diabos...??

Por que diabos quando somos adolescentes assuntos como Lutero e a Reforma são reduzidos a meia dúzia de perguntinhas escrotas a serem decoradas pra prova!!!???

Alguém pode me dizer?

segunda-feira, setembro 24, 2007

Em ritmo quase-semi-industrial


Drops da Fal




Marcadores de páginas com frases do Crônicas de Quase Amor.
Feitos à mão.

quinta-feira, setembro 20, 2007

Livros da Fal. Se você não tem, eu sei o que está perdendo!


"Posso amar você sem precisar entender seus motivos"

"Para justificar sua expansão, um império precisa do quê?Certo, de inimigos. Então estou no caminho certo."

"CRÔNICAS DE QUASE AMOR... crônicas que revelam a sensibilidade, a doçura, o brilhantismo, e a capacidade de transformar o amor em quase tudo."(Ana Cristina C. Gonçalves, na Apresentação)

"O NOME DA COUSA é simples: um grande livro. Texto delicioso. Dos mais divertidos que tenho lido nestes últimos 50 anos. O tipo do livro que a gente gosta de ler "a dois", para ir comentando com a parceira, ou com o parceiro, as passagens do texto de Fal Azevedo."(Eduardo Almeida Reis, no Prefácio)

Dois livros que, se ainda não fazem parte da sua vida, devem chegar sem demora! Dois livros muito bem escritos pela amiga, blogueira, professora, guru e acima de tudo, escritora de mão cheia Fal Azevedo.

Pra mim são livros de cabeceira, desses que vira e mexe a gente pega e para um pouquinho pra ler. Às vezes pra chorar, mas muitas vezes pra chorar de rir.

Aproveite para conhecer ou presentear:

1 livro = R$ 20,00 + frete
2 livros (iguais ou diferentes) = R$ 30,00 + frete
3 livros = R$ 36,00 + frete
4 ou mais livros = R$ 10,00 cada livro + frete a calcular

Envie seu pedido com nome e endereço completo para o e-mail livrosdafal@gmail.com para o cálculo do valor total da compra, com frete.

Arte é da Seal e eu roubei lá na Lígia, que por sua vez roubou da Maloquinha. Semo tudo bandido. Mas os livros são demais!

quarta-feira, setembro 19, 2007

quarta-feira, setembro 12, 2007

Oficina

Continuo correndo contra o relógio.
Mas se eu pudesse, eu só fazia isso .

Oh, Sky...oh, life!

. Por que a maioria dos pedestre não espera o sinal abrir em cima da calçada?
. Por que o carro atrás, mesmo vendo que a calçada é estreita e vc já acionou o controle e o portão da garagem ainda está abrindo, mesmo assim ele buzina?
. Por que quando vc está procurando uma floricultura (ou uma padaria, ou uma farmácia...) e encontra, ela está sempre na pista contrária a que vc está?
. Por que o flanelinha acha que voce deve algo a ele mesmo já tendo pago o cartão da zona azul?

Nada não... dia cheio.

domingo, setembro 09, 2007

Vai dar uma espiadinha

Está dando uma trabalheira danada. Até porque eu só consigo trabalhar no projeto nos fins de semana e à noite, quando estou em Curitiba.
Mas a Linha Casa tá tomando forma...
www.atelieacessorios.blogspot.com

sábado, setembro 08, 2007

terça-feira, agosto 28, 2007

Para Falque amamos.


Fal, eu não consigo imaginar o que seja essa dor.
Não sei que palavra dizer. Todas me parecem vazias e inúteis.
Queria ter um colo em forma de bálsamo pra te acolher e chorar junto.
Pois chorar junto é só do que sou capaz.
Te amo.

segunda-feira, agosto 27, 2007

Fusing! Vai lá ver...

Respostas

Faça Dalva, que voces todos vao gostar.
Feito, Aninha!
Odessa, é uma delícia tê-la de volta. E a Fal é imbatível!
beijos!

sábado, agosto 25, 2007

Pra Bela, que pediu


Minhas receitas são confusas. Vou dizendo como faço, na ordem que faço, as quantidades não têm medida certa, uma confusão. Mas vou tentar:
1 - tempere as sobrecoxas (6) de frango com alho picadinho, sal e curry a gosto
2- coloque pra ferver mais ou menos 500ml de caldo de frango. (Se nao tiver o "de verdade" pode ser o de caixinha mesmo).
3- pique uma cebola em pedaços bemmm pequeninos e reserve.
4- coloque numa panela, grande o suficiente para caber todas as sobrecoxas, se se sobreporem, uma colher de manteiga e acrescente o frango temperado e refogue até que as sobrecoxas estejam douradas. Neste processo eu acabo colocando um fio de azeite extra virgem pra ajudar no processo de "douramento".
5-quando o frango já está douradinho, acrescente 1 xícara de café (olha que medida legal!!) de vinho branco e deixe evaporar com a panela destampada.
6- acrescente a cebola picadinha.
6- Mexa até que a cebola murche e vá acrescentando o caldo (que já ferveu) aos poucos (uma concha de cada vez) e deixe cozinhar com a panela semi-tampada.
7-quando estiver cozido (cerca de 25 minutos desde a primeira concha de caldo) acrescente estragão fresco picadinho (pode ser generosa!) mexa para incorporar o sabor e leve à mesa com uma salada verde, arroz branco, um potinho de pimenta malagueta e uma outra garrafa de vinho tinto delicioso pois a primeira já foi degustada na cozinha mesmo. Um sentado no balcão, outro no banquinho, outro em pé encostado na pia contando todas aquelas coisas deliciosas que só se conta em volta de um fogão.

quinta-feira, agosto 23, 2007

Estragão e Curry


Adoro temperos.
Sempre achei que fazia muito sentido rasgar os mares bravios em caravelas desgovernadas à procura das famosas especiarias. Adoro também a palavra especiaria.
Acho a cozinha o melhor da casa e quando eu construir a minha, ela será a área nobre, onde receberei as visitas, assistirei meus filmes, lerei meus livros, trabalharei no computador e cozinharei para os que amo em volta de um portentoso fogao a lenha a ocupar o centro de tudo. Um cômodo único a abrigar cozinha, escritório, sala e biblioteca.
Poisentão.
Enquanto esse reino de caldeirões e temperos nao acontece, vou mexendo meus feitiços na minha cozinha de apartamento mesmo. Hortinha de pequenos vasos de ervas na janela a me encher de orgulho.
Ervas que adoro comprar, conhecer, explorar e combinar em pratos diversos até encontrar o que considero o casamento perfeito.
Acredito que temperos sejam tão pessoais quanto perfumes, mas esse encontro de tempero perfeito para determinado prato não exclui nenhum outro e nem diz que não vou continuar a testar muitas outras e adorar os testes de cozinhas alheias.
Só quero continuar a oferecer aos que amo meu frango em molho com estragão e curry como um carinho especial e assinado para que este sabor e perfume continue e evocar minha presença entre eles, em meio a rasgos de risada e goles de vinho, mesmo quando eu estiver longe.

quarta-feira, agosto 22, 2007

Alguém se lembra?

- Das Casas Buri?
- Dos cosméticos Chistian Gray?
- Do perfume com maçazinha na tampa?
- Da cera Canário (de passar no assoalho de madeira)?
- Dos grampos para cabelo Diana?
- Dos lenços de seda estampada que as mulheres usavam cobrindo os cabelos enrolados com bobs e assim iam ao supermercado, levar os filhos à escola, à vida?
- De guaraná Gold Scrin?
- De sodinha?
- De enceradeira?
- Da música de propaganda da Vasp: "Boa viagem, céu azul. Leste, oeste, norte ou sul..."?
- De conga azul e branco?

Não né? Acho que só eu tenho quase quarenta...

terça-feira, agosto 21, 2007

Fabrizio

As fotos desse menino são demais!!!!

Chopinho honesto

Depois de uma manhã de compras para o Aleliê, pés podre de tanto andar e carregar sacolas pesadas, um chopinho delicioso antes de um almoço divino. Que somos pobres, porém limpinhas.
O meu chopinho claro e o chopp de vinho da Lilian ficaram lindos na minha fotinha de celular, nao acham?
E margaridas coloridas naturais em vasinhos de vidro são tudo na vida da pessoa, vamos combinar!