quarta-feira, setembro 27, 2006

Outra face? Vem que eu te mostro!

O perdão não existe.
No máximo, deixamos prá lá para que a convivência não se torne insuportável, se não puder ser evitada.
Não acredito em pessoas "que a tudo perdoam". Isso pra mim é máscara. É arma. É veneno guardado a baldes pra ser destilado em gotas sobre o perdoado. Forever.
Neguinho que me pisa sabe logo: tá fudido. Minhas providências podem ser de dois tipos, dependendo da pisada e do neguinho: ou o troco é dado, em grau de maldade superlativo, ou o infeliz é jogado numa vala comum de total esquecimento e desprezo. Pra falar a verdade é a melhor coisa. Mas perdão, perdão, no duro, sei não. Acredito nisso não.

Um comentário:

Tônio disse...

ai que meda! (não resisti, hehehe)