segunda-feira, julho 10, 2006

Caquis



Vem ouvir a música que voltou a habitar meus olhos
Vem comer os caquis maduros que comprei pensando em ti.
Vou deixá-los lavados e sem poeira na fruteira sobre a mesa da sala.
Também deixo abertas as janelas para o vento te fazer companhia.
Mas não demora nunca tenho pressa e os caquis não são eternos.

Adair Carvalhais Júnior

Nenhum comentário: